quinta-feira, 10 de julho de 2014

Raça Antiga

Elfos do Céu

Muito raros e ate inexistentes em alguns mundos os elfos do céu são uma raça nascida do veio elfico, descendentes de dragões em alguns cenários e fruto de magia em outros, (ou os dois porque não?) os elfos do céu são um povo estranho e difuso, adorando a sua liberdade acima de tudo nunca formam comunidades, ate casais são raros, nos cenários onde descendem de dragões azuis os elfos do céu não estão restritos a cansaço para permanecer voando, podendo permanecer no ar tempo indeterminado, nem mesmo para dormir eles precisam parar, vivendo de água das nuvens e comendo aves ou frutas das arvores das montanhas um elfo do céu pode passar mesmo sua longa vida sem tocar no chão.

"Acho que todos sentiram falta deles para 3D&T quando o Alpha veio" 


Possuidores de assas belas e emplumadas como as aves ou como dos dragões, de couro , poderosas e majestosas, os elfos do céu se orgulham de suas assas, mostrando a todos como são alegres por possui-las as vezes ate sentindo tristeza pelos que não são capazes de voar, utilizando roupas e adornos que os fazem lembrar belos pássaros ou reforçam sua natureza dragonica, para os elfos do céu perder as assas e como morrer, poucos sobreviveriam a esse trauma, não se registra nenhum na historia, cortar as assas de um elfo do céu e condena-lo a uma morte cheia de sofrimento fisico e psicologico.


Mesmo os que descendem de dragões não são exatamente meio dragões, o poder do sangue do progenitor da raça permanece diluído em suas veias, com força o suficiente apenas para lhes permitir voar, contudo os primeiros, filhos originais do progenitor seriam meio dragões.

Custo: 3 pontos:

Traços elficos: velozes e com sentidos apurados, os elfos do céu mantem as características que definem um elfo terrestre e no caso deles os deixa ainda mais incríveis. 

Assas: Possuidores de poderosas assas, os elfos do céu não estão restritos a R para definir quanto tempo podem permanecer no ar. Elfos do céu ganham a vantagem voo, e não precisam se preocupar com restrições de tempo no ar e fadiga de voo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário